ICH Q3D: Análise de Impurezas Elementares em fármacos – uso de ICP-OES, ICP-MS e EDX

O guia harmonizado do ICH para impurezas elementares, ICH Q3D, requer o controle de resíduos de 24 elementos (Metais tóxicos), os quais preocupam devido a suas toxicidades. Ele foi publicado em 2015, mas este requerimento começou a ser aplicado em produtos farmacêuticos novos em Junho de 2016 nos Estados Unidos e Europa e em Abril de 2017 no Japão.

Nos produtos já registrados, essas análises começaram a ser implementadas em janeiro de 2018 os Estados Unidos e em dezembro de 2017 na Europa.

No Brasil poucas empresas começaram a atender essa necessidade, e somente após vigência dos capítulos 232 e 233 da USP (em 2018), essas pesquisas se intensificaram.

As principais técnicas indicadas para análise de impurezas elementares são o plasma indutivamente acoplado com espectrometria de emissão ótica (ICP-OES) e plasma indutivamente acoplado com espectrometria de massas (ICP-MS). Porém, o método alternativo empregando espectrometria de fluorescência de raio-x (EDX) também surge como uma alternativa, conforma método USP <735>.

As impurezas elementares são divididas em classes de acordo com a sua toxicidade e os limites são estabelecidos de acordo com os cálculos de Permitted Daily Exposure (PDE) e análise de risco de acordo com as fontes de contaminações:

  • Classe 1: Elementos As, Cd, Hg, and Pb, são tóxicos para os humanos e devem ser limitados ou ausentes nos medicamentos de consumo humano. A presença desses em medicamentos são tipicamente oriundas de materiais comumente usados (excipientes extraídos).
  • Classe 2: Elementos desta classe são geralmente considerados como toxicantes de rota dependentes. São divididos nas subclasses 2A e 2B
  • Classe 2A: Co, Ni and V. Elementos com relativamente alta probabilidade de ocorrência em medicamentos e então requerem análise de risco de todas as potenciais fontes de impurezas e vias de administração.
  • Classe 2B: Ag, Au, Ir, Os, Pd, Pt, Rh, Ru, Se and Tl. Elementos tem uma probabilidade reduzida de ocorrência em medicamentos relacionados com suas baixas abundâncias e baixo potencial de ser co-isolado com outros materiais. Assim, eles podem ser excluídos da análise de risco a menos que sejam intencionalmente adicionados durante o processo de fabricação do fármaco, excipientes ou outros componentes do produto acabado.
  • Classe 3: Ba, Cr, Cu, Li, Mo, Sb, and Sn. Os elementos dessa classe tem relativamente baixa toxicidade por administração oral (alto PDE, geralmente maior que 500 µg/dia) mas pode ser requerido considerar na análise de risco para via de inalação e parenteral.
  • Outros elementos: Al, B, Ca, Fe, K, Mg, Mn, Na, W e Zn. Algumas impurezas elementares para as quais o PDE não foi estabelecido ou que possuem baixa toxicidade inerente, mas que podem representar ameaças diferenciadas ao organismo humano merecem atenção. Exemplo: Al – pode comprometer funções renais; Mn e Zn – podem ser prejudiciais no caso de pacientes com problemas hepáticos).

Tabela 1. Exemplos de parâmetros e resultados de validação para impurezas elementares usando EDX com técnica analítica

Tabela 2. Exatidão (ug/g).

Tabela 3. Resultados obtidos por ICP-MS (ug/g).

Tabelas extraídas da Shimadzu Application News No. X271.

Novos tempos, novos desafios. Neste caso, as principais dificuldades são a implementação dessas novas metodologias, os valores de PDE e o atendimento aos níveis necessários.

Caso deseje uma consultoria na área escreva cromvallab@gmail.com

Os métodos abordados aqui são discutidos no curso de Desenvolvimento de Métodos Analíticos para Desenvolvimento de Produtos.

Dra. Glaucia Maria F. Pinto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: